SEGREGAÇÃO OU INTEGRAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS URBANOS: UMA ANÁLISE DA ZONA NORTE DE MACAPÁ–AP / SEGREGATION OR INTEGRATION OF URBAN PUBLIC AREAS: AN ANALYSIS OF THE NORTH OF MACAPÁ–AP

Ana Corina Palheta, Terena Brito dos Santos, Francisco Serdoura

Resumo


RESUMO

 

A segregação ou integração dos espaços públicos nas cidades estão diretamente relacionados com a qualidade de vida de uma determinada população, juntamente às demais condições urbanas e ambientais que devem estar em harmonia com a natureza e os seres humanos. A partir desse conceito, nesse artigo, será analisada a Zona Norte da cidade de Macapá, capital do Estado do Amapá, Brasil. Esse espaço é fruto da área de expansão da urbe e apresenta uma relação apática para com os espaços públicos existentes. A metodologia aplicada será através das diretrizes da Sintaxe Espacial para se obter mapas que indicarão as Áreas de Segregação (AS) e as Áreas de Integração (AI) para que sejam analisadas suas relações com as funções da cidade, baseada na Lei de Uso e Ocupação do Solo. Almeja-se sugerir os locais potencialmente qualificados à abertura de espaços públicos que sirvam como ponte de integração às áreas identificadas como segregadas.

 

Palavras-chave: segregação/integração, espaços públicos, Zona Norte de Macapá.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

Al_Sayed, K., Turner, A., Hillier, B., Iida, S., Penn, A. (2014) Space Syntax Methodology, Bartlett School of Architecture, UCL, London, 4th Edition.

Gatti, S. (2013) Espaços Públicos. Diagnóstico e metodologia de projeto. Coordenação do Programa Soluções para Cidades. ABCP. São Paulo. 91pg.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (2010) Censo 2010. Disponível em http://www.ibge.gov.br/home/default.php. Acessado em 24.04.2016.

Matos, F. L. (2010) Espaços públicos e qualidade de vida nas cidades. O caso da cidade Porto. Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto/CEGOT, publicado na OBSERVATORIUM: Revista Eletrônica de Geografia, v.2, n.4, p.17-33, jul. 2010. Disponível em http://www.observatorium.ig.ufu.br/pdfs/2edicao/n4/

Espacos_publicos.pdf. Acessado em 24.04.2016.

Nogueira, A. D. (2004) Análise sintático-espacial das transformações urbanas de Aracaju (1855-2003). Tese. (Doutorado). 365 p. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, UFBA, Salvador.

Pereira, R.H.M.; Barros, A.P.B.G.; Holanda, F.R.B.; Medeiros, V.A.S. (2011) O uso da Sintaxe Espacial na análise do desempenho do transporte urbano: limites e potencialidades. Rio de Janeiro, IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Texto para Discussão nº 1630.

Prefeitura Municipal de Macapá (2014a) Do Perímetro Urbano do Município de Macapá (nº 028/2004). Macapá, PMM – SEPLAN, IBAM. 8pg.

________ (2014b) Lei de Uso e Ocupação do Solo do Município de Macapá (nº109/2014). Macapá, PMM – SEPLAN, IBAM. 63pg.

________ (2014c) Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental de Macapá. Macapá, PMM – SEPLAN, IBAM. 81pg.

Ramos, T. L. B. (2012) Bairros planeados e novos modos de vida. Olivais e Telheiras: que contribuições para o desenho do habitat sustentável? Caleidoscópio. Portugal.

Rolnik R. (2014) O que é cidade? Coleção Primeiros Passos. Brasiliense. São Paulo.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


GeoAmazônia. Todos os Direitos Reservados.
Print ISSN: 1980-7759 (impresso)
eISSN: 2358-1778
DOI da Revista GeoAmazônia: 10.17551/2358-1778/geoamazonia

Indexadores: DOAJ - Latindex - Periódicos da CAPES - Crossref -  BASE - DRJI -Open Science Directory/EBSCO - Google Acadêmico - Wordcat - Index Corpenicus - Suncat - SUDOC - COPAC - Scilit - ERIH PLUS - REDIB (antigo E-Revista) - EZB - Sumários - LivreEuropub - ZDB - GIGA - CIRC - Openaire - OAJI - Jifactor - Diadorim - MIAR - Citefactor - Journal Factor - Infobase - Biblioteke Virtual - Sindexs - Researchbib - PBN - SHERPA/ROMEO - ZB MED - La Referencia - REBIUN - World WideSciente. Org